Manifestações em prol da justiça

Se o cristão tem sido banhado na justiça de Deus, por meio de Jesus Cristo, é absolutamente coerente que todas suas ações sejam saturadas com um senso peculiar daquilo que é justo e santo. Seu trabalho, seu lazer, sua adoração, sua vida familiar – tudo deve expressar as virtudes do reino e caráter do Rei. E isso inclui sua forma de manifestar-se contra aquilo que é corrupto e maléfico.

O cristão não se paralisa perante homens corruptos. Antes, é um dos primeiros a agir, seja em oração, seja em socorrer os aflitos, seja em usar sua voz e força para avançar a causa da justiça.

Com o exemplo de Ester, entendemos que o povo de Deus não se cala perante a injustiça. Enquanto alguns rogam perante Deus, outros rogam perante reis terrenos, movidos pela mesma esperança: Deus é soberano e fará tudo que Lhe apraz.