Por que sou cristão em pleno século 21?

Veja, comparada com as outras crenças, o Cristianismo não é a única que defende valores morais, faz obras de caridade ou cita versículos bíblicos. A luta por uma sociedade mais justa não é exclusividade dos cristãos.

Existem milhares e milhares de pessoas que não confessam a fé cristão e nem por isso são bandidos ou assassinos. São pessoas esforçadas, que trabalham em prol de suas famílias e comunidades.

Sem contar que os próprios cristãos cometem erros e pecados apesar de suas declarações de fé. Os pecados que nos assolam – a ganância, a arrogância, a falta de compaixão – também afligem aqueles que se dizem filhos de Deus.

Por que então – em pleno Século 21 – sou cristão?

Sou cristão por um motivo somente:

Há 2 mil anos, Jesus Cristo ressuscitou. E só.

As profecias diziam que ele era Deus. Suas obras diziam que ele era Deus. Ele dizia que era Deus. E muitos acreditaram. Mas muitos duvidaram também.

E ele morreu. Sua respiração parou, seu corpo esfriou, seu sangue, derramado, manchou sua pele.

Um seguidor rico colocou seu corpo dentro de um sepulcro. Fecharam uma grande pedra sobre a entrada. Vários soldados romanos fizeram a guarda. A punição caso o corpo fosse roubado pelos “discípulos extremistas”? Morte!

E ninguém queria morrer naquela noite. Nem os soldados romanos, e nem os discípulos. Ambos viraram a noite acordados.

Só havia um judeu disposto a morrer aquela noite e ele já estava morto. O próprio Jesus Cristo. Ele havia lembrado seus discípulos, repetidas vezes, que ele seria morto. E também dizia que ressuscitaria no terceiro dias.

Ele de fato morreu. E, depois, ele de fato ressuscitou. Em um instante, seu coração voltou a bater e seu sangue voltou a correr pelas veias.

Os soldados romanos estavam desesperados por suas vidas. “Não se preocupe,” disse os líderes religiosos, “volte para suas famílias. Tome um dinheiro para ficar quieto. E caso algum oficial Romano investigar o ocorrido, a gente avisa que alguns discípulos extremistas vieram de noite e roubaram o corpo.”

A verdade não podia vir à tona porque mudaria absolutamente tudo. Nunca alguém ressuscitou a si mesmo em cumprimento da sua própria profecia. Nunca alguém, dizendo ser Deus, demonstrou poder sobre sua própria morte. Nunca alguém cumpriu todas as profecias acerca de seu nascimento, seu ministério, sua morte e sua ressureição.

Na sua ressureição, foi confirmado tudo que ele havia dito acerca de si mesmo – e acerca de mim. Ele é Deus, e eu sou pecador.

Perante isso, só há uma resposta: Senhor meu, e Deus meu! Faço minhas as palavras do Tomé – aquele que duvidava, aquele que se isolava, aquele que precisou ver as feridas com os próprios olhos.

A quem devo minha adoração se não aquele que tem poder sobre mim tanto nesta vida como na próxima? A onde busco o perdão dos meus pecados se não naquele que tem poder tanto para perdoar como condenar?

Em pleno século 21, por que sou cristão? Porque ele vive. De eternidade a eternidade ele vive. E seu reino nunca terá fim.

Perante o Cristo ressurrecto, a pergunta é outra: como não ser seu discípulo?

A quem iremos nós se só ele tem as palavras da vida?

4 thoughts on “Por que sou cristão em pleno século 21?”

  1. Palavra maravilhosa e verdadeira. Compartilhei o máximo que eu consegui. Deus abençoe.

  2. DEUS abençoe o seu ministério irmão Daniel, continuemos em nossa saudável caminhada junto ao SENHOR!

Comments are closed.