Porta Estreita

Há! Minha porta é mais estreita do que a sua!

Todo cristão conhece aquele versículo famoso: “a porta é estreita, e o caminho que conduz à vida, apertado, e são poucos os que a encontram” (Mt 7.14).
 
Mas temo que muitos podem tirar conclusões erradas. Uma delas é imaginar que “Quanto mais na minoria, melhor!”. Como se Deus se agrada somente com números pequenos, ou com igrejas que se isolam e tentam caminhar sozinhos.
 
Cria-se uma aversão contra tudo que é ‘numeroso’. Já tomamos como certo que Deus se agrada com aquela igreja pequena do bairro, enquanto olhamos tortos para as igrejas grandes no centro da cidade.
 
E pior: esse equívoco alimenta intriga no próprio povo de Deus. Uma espécie de competição entre as denominações para ver quem tem a porta mais estreita. Queremos “varrer nosso próprio quintal” sem pedir ajuda aos outros cristãos porque, supostamente, Deus espera que caminhamos por um caminho aonde a pouca convivência.
 
Algumas considerações:
 
1. NÃO É O TAMANHO DO MOVIMENTO QUE SALVA. Há muitas seitas diabólicas que são menores do que o Cristianismo. E nem por isso são mais belos aos olhos do nosso Deus. Nos 12 discípulos, Judas estava na minoria. É o caminho que caracteriza os poucos, e não os poucos que caracterizam o caminho.
 
2. O QUE É PEQUENO PARA DEUS É GIGANTESCO PARA OS HOMENS. É verdade que nem todos vão para o céu. Mas o número das pessoas que vão é, para mentes humanas, um número incompreensível. São milhares de milhares de almas que foram adotados e concedidos a graça de serem irmãos do único Filho de Deus.
 
3. O FOCO ESTÁ NO TAMANHO DO CAMINHO E DA PORTA. Jesus Cristo disse, “Eu sou o caminho, a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai se não por mim.” Não existem alguns caminhos. Ou poucos caminhos. Existe somente UM caminho e UMA porta. Portanto, estando em Cristo, temos TUDO que precisamos para encontrar nossa identidade. Cristo não precisa que subtraímos alguma coisa dele para torná-lo mais exclusivo.
 
4. O REINO DE DEUS NUNCA ESTEVE EM RECESSO. Quando Cristo prometeu que as portas do inferno não prevalecerão contra sua igreja, fica claro que a vitória é certa. O Reino de Deus não está diminuindo. Ele avança e aumenta a cada nova alma.
 
5. O TAMANHO DO CAMINHO NÃO DEVE NOS DESANIMAR. Qual deve ser nossa reação quando Mateus diz que “são poucos os que encontram” o caminho estreito? Desistir de ver muito fruto? Diminuir nossas expectativas? A resposta se encontra no mesmo capítulo 7 de Mateus. Leia os versículos 7—12: “Pedi, e vos será dado; buscai, e achareis; batei, e a porta vos será aberta….”
 
Em comparação com os muitos que insistem em buscar a perdição, são poucos que descobrem a beleza do Evangelho. Mas o que é impossível para os homens, é possível para Deus.
 
Que esses poucos sejam numerosos!