Erasmus publicou 5 versões do mesmo texto grego

Há irmãos bem-intencionados que defendem que somente a Almeida Corrigida Fiel (no Brasil) e King James Version (nos EUA) podem ser denominadas como a Palavra de Deus nos seus respectivos idiomas, por serem traduções baseadas no Textus Receptus, texto em grego compilado por Erasmus. O argumento se resume desta forma: “Se Deus preservou Sua Palavra, existe somente uma tradução que é uma cópia exata daquela que foi preservada; todas as demais traduções são variações falhas”.

Entretanto, surge uma dificuldade: o próprio Erasmus publicou, não uma, mas cinco versões do seu texto grego.

  • 1516 – primeira edição; o texto de Apocalipse é baseado em somente um manuscrito grego, que faltava os versículos 15-21 do capítulo 22, então esses 6 versículos são baseados na Vulgata (latin).
  • 1519 – segunda edição; inclui correções ao texto em Apocalipse. Ela contém 400 variações se comparada com a 1ª edição. É esta 2ª edição usada por Lutero na sua tradução alemã.
  • 1522 – terceira edição; Erasmus inclui a famosa Comma Johanneum (1 João 5.7-8) sob pressão da Igreja Católica Romana. Ela contém 118 variações se comparada com a 2ª edição. É esta 3ª edição usada por William Tyndale na sua tradução inglês.
  • 1527 – quarta edição, incluindo correções baseadas na Bíblia Poliglota Complutense. Ela contém 113 variações se comparada com a 3ª edição.
  • 1535 – quinta edição, tendo 5 variações se comparada com a 4ª edição.

Se Erasmus não tivesse falecido em 1536, imagino que teria publicado outras edições.

Surgem então as perguntas: se variações são sinais de perversão do texto, qual edição do Textus Receptus é a Palavra de Deus definitiva? Os leitores da 1ª edição puderam conhecer toda a vontade de Deus? Puderam conhecer a doutrina da Trindade sem poder ler 1 João 5.7-8? Os leitores das primeiras quatro edições puderam conhecer a verdade e serem libertados por ela (conforme prometeu Jesus Cristo em João 8.32)? Ou, diremos que o povo de Deus estava sem as genuínas Sagradas Escrituras até a publicação da quinta edição em 1535? Resumindo: Deus falou (e fala) através de quais dessas 5 edições?

É necessário reconhecer que as Bíblias Almeida Corrigida Fiel e King James Version também são fruto do crítico textual.

Fontes de pesquisa:
Daniel B. Wallace, bible.org
Doug Kutilek, kjvonly.org

[Arte: Detalhe de “Portrait of Erasmus of Rotterdam” por Hans Holbein the Younger c. 1530]