Tem um cara que tá atrapalhando meu casamento

Tem um cara que tá atrapalhando meu casamento.

Um cara que se acha bem mais inteligente e admirável do que sou. Minha esposa está frustrada com ele, e eu também, ainda que demorei para me tocar o quanto ele estava nos atrapalhando. No inicio, ele ficava mais na dele, tentava ser discreto. Mais ele foi perdendo sua sutileza. Agora importuna demais!

Toda santa vez que discuto alguma coisa com minha esposa, lá vem ele com seu nariz empinado, dando seu palpite. Quando planejamos uma viagem em família, ele quer ser ouvido. Quando preciso corrigir meus filhos, ele quer dar a bronca. Quando vou comentar algo chato que aconteceu no trabalho, ele já começa falando mal de tudo mundo.

Ainda que já vi ele falando bem de pessoas. Mas soa insincero porque eu sei aonde ele quer chegar. Ele quer é que todos achem ele tão indispensável quanto ele se acha. Estúpido! Já vi seu coração de perto, e seu único desejo é que, aonde ele for, todos os homens aplaudam, todas as mulheres suspirem, todos os jovens digam, “Quero ser ele quando eu crescer!”

Arrogante miserável!

Claro que estou falando de mim. Aliás, do meu orgulho. E do seu também.

O orgulho faz seu maior estrago justamente naqueles lugares aonde ele se sente mais confortável. Aqui em casa por exemplo. Minha esposa conhece todos meus defeitos. E mesmo assim me ama. Mas isso incomoda meu orgulho, porque orgulho é aquela vontade insaciável de ser adorado, ao invés de amado. Queremos conquistar a aprovação de todos, e assim ‘merecermos’ o amor. Queremos ter fãs e seguidores, mas não pessoas próximas que colocam o dedo na ferida.

Mas não foi assim que Deus projetou o amor, e muito menos o casamento. Nas Escrituras, encontramos a definição do amor no perfeito Filho de Deus que resgata para si homens e mulheres corrompidos pelo pecado. O justo age em prol dos injustos. O Glorioso dá sua vida pelos ofensivos. O Criador se entrega pelos condenados.

É por isso que o orgulho é uma afronta monstruosa contra Deus. Pois está sempre tentando distinguir entre quem é digno ou indigno da sua atenção, do seu afeto, ou do seu sacrifício. Claro, o ‘mais digno’ sempre acaba sendo ele mesmo! É o oposto da graça de Deus. Se graça viesse com uma tabela de informações, constaria que ela é composta com quantidades enormes de misericórdia e bondade. É uma expressão da boa vontade de Deus. Ela age com paciência, sabendo que tudo tem um tempo certo, e que fruto virá. Ela restaura, ela edifica, ela aproxima. Já o orgulho divide, mente, e fere para que ninguém veja o quanto é fragil, covarde e fake.

De certa forma, o chamado do marido cristão é um chamado a humildade. Ele acolhe, ele ama, ele se sacrifica porque ele ama aos outros mais do que si mesmo. A graça divina que o alcançou reflete na sua vida também.

Quer saber se está agindo como um marido cristão? Faça-se essa pergunta, “Minha esposa tem mais valor do que meu ego? Qual tenho buscado agradar em primeiro lugar? Qual ando defendendo a qualquer custo?”

Nosso orgulho sugere que o amor deve ser conquistado e nós somos aptos a conquista-lo! Burrice. Basta olharmos para a cruz do calvário. Em Cristo enxergamos um amor voluntário, humilde, real. É para esse amor que fomos chamados, e é neste amor que cumprimos nosso chamado.

Que nosso orgulho morra, e Cristo viva!